top of page

Marco histórico em carne cultivada!

Atualizado: 23 de jan.


Num marco para a indústria de carne cultivada, Israel tornou-se o primeiro país do mundo a conceder aprovação regulatória para uma empresa vender carne cultivada em seu território. O Ministério da Saúde de Israel deu a aprovação a Aleph Farms em 17 de janeiro de 2024 para produzir e comercializar sua carne cultivada em Israel, sujeita a diretrizes específicas sobre rotulagem e publicidade fornecidas pelo ministério, bem como a conclusão de uma inspeção em sua instalação de produção piloto.


Até então, todas as autorizações regulatórias globais eram apenas para carne de frango cultivada. A aprovação em Israel marca a primeira autorização para a venda de carne cultivada bovina. A aprovação abre importantes oportunidades de comercialização para o setor de carne cultivada, que enfrentava desafios para sair da fase de pesquisa e desenvolvimento.

Esta aprovação não apenas marca um momento crucial, mas também serve como uma garantia sólida para o setor de carne cultivada em meio a dúvidas e questionamentos persistentes. Este marco envia uma mensagem aos players da indústria, incentivando-os a persistir em seus investimentos e avanços no campo.


A aprovação israelense confere forte credibilidade a carne cultivada em um momento crucial em que a indústria mais precisa. Apesar do grande progresso tecnológico nos últimos anos, persistem incertezas em torno da regulamentação, escala e aceitação do consumidor.


Esse selo de aprovação de um órgão regulador importante demonstra que a carne cultivada pode estar próxima para a comercialização. Isso comprova que esses produtos podem atender a rigorosos padrões de segurança e supervisão.


Essa aprovação, incentiva outras empresas e investidores a continuar desenvolvendo o campo. Ela sinaliza que a promessa da carne cultivada é real e que obstáculos regulatórios podem ser superados.



A luz verde israelense impulsiona significativamente a confiança de que mais aprovações regulatórias estão iminentes ao redor do mundo. Isso estimulará mais influxo de capital para que as empresas possam expandir a capacidade e levar os produtos ao mercado. Mais participantes entrando na indústria acelerarão a inovação e a redução de custos.

De muitas maneiras, a liderança regulatória de Israel fortalece toda a base do setor de carne cultivada em uma fase formativa. Este marco confere credibilidade quando mais importa e incentiva o comprometimento das partes interessadas nos anos seguintes.


Israel tem apoiado e promovido proteínas alternativas há muitos anos, dado o contínuo problema do país com a insegurança alimentar. De acordo com dados do governo, em 2021, 16% dos lares israelenses e 21% das crianças não tinham acesso adequado a alimentos seguros e nutritivos. Entre os lares com crianças, 19% enfrentaram insegurança alimentar, enquanto 8,5% sofreram de insegurança alimentar severa.


Três das oito principais empresas de carne cultivada do mundo são israelenses, e 15% dos investimentos globais no setor foram destinados a empresas israelenses. Como a carne cultivada não depende da agricultura de gado, grandes extensões de terra ou quantidades massivas de água, os benefícios para a segurança alimentar são tão relevantes quanto os benefícios para as mudanças climáticas.


A carne cultivada oferece benefícios substanciais para Israel em termos de segurança alimentar e sustentabilidade ambiental. Como a carne cultivada não depende da agricultura de gado, grandes áreas de terra ou quantidades maciças de água, as vantagens para a segurança alimentar são tão relevantes quanto para a mitigação das mudanças climáticas. Isso é especialmente verdadeiro em um país com um clima desértico hostil, onde mais da metade da área terrestre é composta por solos áridos.

Com a carne cultivada, Israel poderia aumentar significativamente sua produção doméstica de proteína sem a necessidade de mais terra ou recursos hídricos. Ao cultivar carne diretamente a partir de células, sem a necessidade de animais inteiros, são necessários muito menos recursos naturais. Logo, depender menos de carne e ração animal importadas aumentaria a sua auto-suficiência.



A carne cultivada também permitiria a Israel produzir carne com um impacto climático drasticamente reduzido. A produção de carne bovina representa 41% das emissões de gases de efeito estufa provenientes de animais em todo o mundo. Ao eliminar a necessidade de gado, a carne cultivada evita a grande pegada de carbono associada às operações concentradas de alimentação animal. Isso representa uma grande oportunidade para Israel reduzir seu perfil nacional de emissões.

Dada a luta contínua de Israel contra a insegurança alimentar, a carne cultivada oferece um caminho promissor para expandir o acesso a carne nutritiva e acessível. A independência da carne cultivada em relação as restrições de terra e clima permitiria um fornecimento doméstico estável de proteínas para os israelenses que enfrentam a fome. Seus benefícios climáticos também ajudariam a mitigar condições que exacerbam a insegurança alimentar, como secas, escassez de água e perturbações agrícolas.


Próximos Passos para a Aleph Farms

A aprovação regulatória da Aleph Farms em Israel é uma conquista significativa, mas a empresa tem planos ainda maiores a frente. A Aleph Farms já apresentou pedidos de aprovação regulatória em vários mercados-chave além de Israel, incluindo Singapura, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos.


Especificamente, a Aleph Farms está buscando aprovação em Singapura por meio de uma parceria com a startup local de carne cultivada Shiok Meats. Juntas, as empresas pretendem obter aprovação regulatória e lançar produtos de carne cultivada em Singapura nos próximos anos.


O Reino Unido e a Suíça representam mercados europeus potencialmente importantes para a Aleph Farms. A aprovação nesses países poderia abrir as portas para vendas comerciais em grande parte da Europa Ocidental. O Reino Unido, em particular, já deu passos para esclarecer sua via regulatória para carne cultivada, fornecendo incentivos para empresas como a Aleph Farms.


No entanto, o maior prêmio para a Aleph Farms é a aprovação regulatória e o acesso ao mercado nos Estados Unidos. Como um dos maiores mercados consumidores globalmente, o sucesso nos EUA seria um grande avanço. A Aleph Farms enfatizou a importância de levar seus produtos aos consumidores americanos em parceria com empresas americanas de carne cultivada.



Além desses mercados-alvo iniciais, a Aleph Farms está preparando o terreno para expansão para mais países no futuro. A empresa visa alcançar marcos regulatórios e comercialização em vários mercados novos a cada ano. Se a Aleph Farms conseguir replicar seu sucesso israelense na América do Norte, Europa e Ásia-Pacífico, ela se consolidará como líder no setor global de carne cultivada.


Importância para os Consumidores

A aprovação de produtos de carne cultivada em Israel representa um desenvolvimento empolgante para os consumidores, pois proporciona acesso a opções de carne mais sustentáveis e éticas. Por décadas, a produção de carne convencional causou um grande impacto no meio ambiente, através de altas emissões de gases de efeito estufa, uso de terra e água, e poluição. A carne cultivada oferece uma maneira alternativa de produzir carne real, bovina, frango e outras carnes sem a necessidade de abate de animais.

À medida que o produto de carne bovina da Aleph Farms estiver disponível em restaurantes e eventualmente em supermercados em Israel


Se você tem interesse em saber mais sobre essas tecnologias e - melhor ainda - aprender na prática como funciona, não deixe de conhecer o curso de Impressão 3D em Alimentos, que está com as inscrições abertas, clique no botão abaixo e venha conferir!







Referências




 
SOBRE O AUTOR


89 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page