Filé de peixe feito em laboratório já é uma realidade

Agricultura celular: Produção de soluções alimentícias a partir do cultivo de células em laboratório [Fonte:Google imagens].

A agricultura celular é definida como a produção de produtos agrícolas a partir da cultura de células. Este é um setor alimentício alternativo, no qual as células (vegetais/animais) são cultivadas no laboratório, para gerar um produto alimentício.


A agricultura celular tem ganhado adeptos pelo mundo, uma vez que esse setor pode ser uma solução para diminuir problemáticas associadas a prática agrícola tradicional, como: O desenfreado abate de animais, o uso de antibióticos/hormônios, a poluição, o gasto de água e possíveis contaminações associada ao processo.

Apesar de parecer uma realidade distante, produtos alimentícios a base de células já são uma realidade, inclusive, regulamentados e comercializados. Como é o caso da empresa EAT JUST, que atualmente produz e comercializa nuggets de frango, feito a base de cultura de células, em Singapura.


O cultivo de células de peixes pode ser uma alternativa para reduzir a pesca desenfreada [Fonte: Google imagens]

Além de células de frango e células bovinas, a produção de frutos do mar, a partir de culturas de células e tecidos de peixes, também está emergindo como uma abordagem alternativa para enfrentar os desafios presentes na aquicultura industrial. Estima-se, por exemplo, que 1-3 trilhões de peixes são colhidos comercialmente para alimentação a cada ano, e o consumo global per capita de peixe aumentou para mais de 20 quilos por ano. No entanto, a oferta global está diminuindo continuamente devido a pesca excessiva e também a questões ambientais, como o aquecimento global.


Diante desse contexto, a startup baseada na Califórnia, BlueNalu, entrou no mercado como pioneira na categoria de “aquicultura celular”, na qual células vivas são isoladas de tecidos de peixes, adicionadas a biorreatores contendo meio de cultura para a proliferação e, em seguida, montadas em produtos de frutos do mar frescos e congelados.


Metodologia para a produção de filé de peixe, a partir de células do animal [Adaptado de Rubio et al., 2019]

Atualmente, a empresa se concentra em isolar células de peixes que são difíceis de criar em cativeiro ou que estão com excesso de pesca, como as espécies mahi-mahi e o atum rabilho. O crescente interesse no mercado de proteínas alternativas, garantiu a startup mais de 60 milhões de dólares em investimentos. Com os aportes adquiridos, a equipe da BlueNalu pretende aumentar a sua área de produção e diversificar ainda mais os seus futuros produtos.


O CEO da empresa, Lou Cooperhouse, destaca em suas entrevistas que uma das grandes limitações ainda é a regulamentação com relação aos produtos constituídos a base de células animais. Apesar do lento progresso, a crescente demanda por proteínas alternativas é um fator que tem impulsionado a criação de soluções alimentícias inovadoras e que, mais cedo ou mais tarde, irão precisar ser regulamentadas para a comercialização.


Confira abaixo algumas imagens dos filés de peixes feitos em laboratório!




Fonte: BlueNalu


Referências:

RUBIO, Natalie; DATAR, Isha; STACHURA, David; KAPLAN, David; KRUEGER, Kate. Cell-Based Fish: a novel approach to seafood production and an opportunity for cellular agriculture. Frontiers In Sustainable Food Systems, [S.L.], v. 13, n. 1, p. 1-13, 11 jun. 2019. Frontiers Media SA. http://dx.doi.org/10.3389/fsufs.2019.00043.


EDELMAN, P.D.; MCFARLAND, D.C.; MIRONOV, V.A.; MATHENY, J.G.. Commentary: in vitro-cultured meat production. Tissue Engineering, [S.L.], v. 11, n. 5-6, p. 659-662, maio 2005. Mary Ann Liebert Inc. http://dx.doi.org/10.1089/ten.2005.11.659.


https://www.bluenalu.com/


102 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo