top of page

Primeiro filé suíno 100% cultivado em laboratório

A empresa inglesa 3D Bio-Tissue anunciou neste mês que conseguiu produzir o primeiro filé de porco 100% cultivado em laboratório.


O filé foi feito exclusivamente com células suínas e tem a mesma forma e tamanho de um pequeno filé tradicional de porco, medindo 9cm de largura, 4cm de comprimento e 1cm de altura. A empresa alcançou esse marco utilizando um meio de cultura suplementado e livre de soro.

Filé sendo cortado [Fonte foodnavigator]

Esse meio de cultura, chamado de City-mix, foi desenvolvido e patenteado pela empresa e tem o diferencial de conseguir manter as células suínas viáveis e estáveis, para que alcancem a estrutura de filé, sem precisar de outros componentes/preenchimentos e/ou misturas que são regularmente utilizados na agricultura celular. Com isso, a empresa espera reduzir o custo de produção de carne cultivada, eliminando a necessidade de fatores de crescimento caros.

Meio de cultura especializado para carne cultivada [Fonte 3DBT]

O processo para a produção do filé consistiu na extração de células suínas e o seu cultivo em laboratório utilizando o meio de cultura próprio assim como a tecnologia de estruturação de carne, também desenvolvida pela própria empresa. Essa tecnologia, segundo o CEO Dr. Connon, é o que permite controlar a disposição das fibras e assim a carne de laboratório consegue alcançar uma estrutura que é muito similar a de uma carne suína "real".


Diretor Executivo da 3DBT, Dr. Che Connon (centro da imagem) [Fonte 3DBT]

Os testes comparativos entre a carne suína cultivada em laboratório e a "real" mostraram que, tanto em seu estado cru quanto cozida, a de laboratório apresentou aparência e estrutura de corte muito similar a carne convencional, incluindo a disposição de fibras, elasticidade e consistência. Após cocção, houve um pequeno encolhimento esperado mas sem a perda da estrutura e consistência.


Com esse avanço no modelo de carne cultivada, a empresa se mantém otimista com o seu propósito de acelerar a entrega de produtos cultivados aos consumidores e futuros fornecedores. Apesar desse avanço, a venda de carne cultivada em laboratório atualmente é legal apenas em Cingapura, o que significa que a empresa ainda terá que esperar pela aprovação regulatória de novos alimentos antes que o consumo seja permitido no Reino Unido e na UE.


O mercado de carne cultivada e de análogos a carne tem crescido exponencialmente nos últimos anos. Os avanços tecnológicos nesse setor, em conjunto com o apoio de um público ávido por alternativas as carnes tradicionais, aproximam cada vez mais os "alimentos de laboratório" para a realidade da população.

No final de 2022 o FDA, agência reguladora ligada ao departamento de saúde do governo norte-americano, concluiu sua primeira consulta pré-comercialização para um alimento humano feito de células animais cultivadas. Esse alimento é produzido a partir de células de frango e está em desenvolvimento pela empresa Upside Foods.


É importante ressaltar que, a consulta pré-mercado ainda não é uma aprovação para a comercialização mas sim uma aprovação sobre o grau de segurança para consumo que esse produto possui. Contudo, essa é uma notícia muito animadora, que estimula ainda mais esse mercado e abre portas para a comercialização de carnes cultivadas em laboratório!

Referências

 

SOBRE O AUTOR

179 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page