Avanços na área de Bioimpressão em Patentes

Atualizado: 28 de dez. de 2021


Muitas pessoas sabem o quanto o setor de bioimpressão 3D vem apresentando novas tecnológicas em diversas áreas do conhecimento.

Mas o quanto desse conhecimento se transforma em patentes e produtos?


O time da Bioedtech resolveu fazer uma pesquisa das empresas/institutos que possuem mais depósitos de patentes. De acordo com o Google Patents, a empresa Cellink Ab com 2.2% e a Wake Forest com 1.8% são as instituições com maior número de patentes depositadas na área de bioimpressão 3D.


Ainda falando de números, podemos observar na imagem ao lado o grande destaque da China e Coreia, totalizando 11 das 20 empresas/instituições que mais depositaram patentes nos últimos tempos.


Selecionamos algumas patentes/depósitos de relevância para exemplificar os avanços nessa grande área tecnológica que é a Bioimpressão 3D.


 

CELLINK


Biotinta nanofibrilar de celulose para bioimpressão 3D para cultura de células,engenharia tecidos e medicina regenerativa. Detalhes:

A presente invenção se refere a um biomaterial na forma de nanofibrilas de celulose com propriedades morfológicas e reológicas desejadas para ser usado como biotinta em bioimpressoras 3D. Nanofibrilas de celulose podem ser produzidas por processo microbiano, mas também podem ser isoladas da parede celular secundária ou primária de plantas, animais como tunicados, algas e fungos. A presente invenção descreve as aplicações desta biotinta de celulose para Biompressão de tecidos e órgãos com a arquitetura desejada.


Preparação e aplicações de biotinta de polissacarídeo conjugado com rgd com ou sem fibrina para bioimpressão 3D de pele humana para uso como modelo para teste de cosméticos e para transplante.

Detalhes:

A presente invenção se refere ao uso de hidrogel com base em alginato conjugado a RGD (moléculas de adesão celular) com e sem adição de nanocelulose e / ou fibrina para Biompressão de pele humana, principalmente da derme. O alginato conjugado com RGD fornece locais de adesão para os fibroblastos humanos que resultam na adesão e alongamento celular que contribuem para a regulação positiva dos genes que produzem o Colágeno I. Outra inovação aqui descrita é o uso de agulha coaxial para impressão de alginato e alginato modificado por RGD. Uma agulha coaxial torna possível reticular a biotinta em bioimpressãoe, assim, alcançar alta fidelidade de impressão, que é necessária para alta viabilidade celular, proliferação e produção de matriz extracelular. O construto celular biofabricado com esta invenção é ideal para testar cosméticos e ingredientes ativos de produtos para o cuidado da pele, particularmente aqueles usados ​​para a regeneração. Também é ideal para ser usado como enxerto de pele para reparo em pacientes com pele danificada ou queimada.


Construções e métodos de modelo de tecido hepático

Detalhes:

A presente invenção fornece uma construção de modelo de tecido hepático composta de biomateriais e células, a ser usada para pesquisa científica no campo de modelagem 3D de tecido hepático. As aplicações da referida construção de modelo de tecido podem ser específicas para avaliações e / ou descobertas farmacêuticas, investigações de medicina regenerativa, desenvolvimentos de engenharia de tecidos e fisiologia e / ou patologia hepática.


 

Wake Forest


Métodos, sistemas e aparelhos integrados de impressão de órgãos e tecidos

Detalhes:

Um método integrado para fazer um órgão ou tecido que compreende:

(a) fornecer um primeiro dispensador contendo um polímero de suporte estrutural e um segundo dispensador contendo uma composição contendo células vivas;

(b) depositar uma camada sobre o referido suporte a partir dos referidos primeiro e segundo dispensadores, a referida camada compreendendo um polímero de suporte estrutural e a referida composição contendo células; e, em seguida,

(c) repetir iterativamente a referida etapa de depósito para formar uma pluralidade de camadas uma sobre a outra, com regiões separadas e discretas em cada uma das referidas camadas compreendendo um ou outro do referido polímero de suporte ou da referida composição contendo células, para assim produzir fornecer uma estrutura tridimensional composta contendo regiões de suporte estrutural e regiões contendo células.


Organóides multicamadas das vias aéreas e métodos para fazer e usar os mesmos

Detalhes:

Organoides de pulmão artificial. Os organóides do pulmão artificial podem incluir uma camada de células epiteliais compreendendo células epiteliais de pulmão de mamíferos, uma camada de células do estroma compreendendo células de fibroblastos de pulmão de mamíferos e uma camada de células endoteliais compreendendo células endoteliais de mamíferos. Os organóides do pulmão podem opcionalmente incluir uma membrana porosa entre a referida camada de células epiteliais e a referida camada de células do estroma e / ou entre a referida camada de células do estroma e a referida camada de células endoteliais do pulmão.Vários tipos de células primárias das vias aéreas foram combinados para gerar um organoide funcional das vias aéreas superiores. Este sistema organoide desenvolvido por bioengenharia é útil na condução de estudos de doenças humanas, estudos de toxicidade e desenvolvimento de drogas e vacinas.


 

Shanghai East Hospital e Escola de Medicina da Universidade de Tongji


Tecido miocárdico vascularizado tridimensional e método de preparação e aplicação dos mesmos

Detalhes:

A invenção divulga um tecido miocárdico vascularizado 3D e um método de preparação e aplicação do mesmo, em que compreende as etapas de realização de co-cultura 3D em células vasculares e células miocárdicas derivadas de células-tronco pluripotentes humanas, induzindo a diferenciação celular. O processo de co-cultura 3D possui células vasculares e células do músculo cardíaco que são derivadas das células-tronco pluripotentes humanas. Essas células são agregadas (esferoides) em um estado de não adesão para serem co-cultivadas ou misturadas e, co-cultivadas por um método de impressão biológica 3D. Em comparação com técnicas anteriores, a invenção tem as seguintes vantagens:

(1) o método combina a função de automontagem de diferenciação celular e a tecnologia de impressão biológica 3D, a posição não precisa ser ajustada manualmente no processo de preparação e a eficiência do teste e a estabilidade do resultado são melhoradas;

(2) o tecido do miocárdio preparado pelo método pode ser usado para modelos de pesquisa de doenças in vitro e também pode ser usado para o reparo de danos de doenças como enfarte do miocárdio e semelhantes.


Como podem observar, muitos conhecimentos na área de Bioimpressao 3D estão se materializando. Porém, muitas lacunas ainda persistem e são oportunidades para todos nós.

Insumos, máquinas, dispositivos, tecidos 3D, métodos e muito mais podem ser criados a partir da Bioimpressão. Você, que gosta de tecnologia. Está esperando o quê?

Muitas universidades, empresas e instituições estão no caminho de descoberta no Brasil e no mundo. Nós da Bioedtech estamos aqui para te ajudar.

Cusos, máquinas, métodos e novos produtos podem ser criados por todos nós.

Vamos juntos para mais um ano de muito aprendizado e avanços significativos na área de bioimpressão 3D no Brasil e no mundo.


Cursos de capacitação ONLINE: https://bioedtech.eadplataforma.com/

Bioimpressoras de baixo custo: https://www.bioedtech.com.br/bioimpressoras



44 visualizações0 comentário